Skip to main content

Porque as Mulheres foram silenciadas na Igreja Primitiva

A participação no curso dá-se após o cumprimento de duas etapas:

  • 1) Pague a taxa de 30 Euros no link.
  • 2) Faça a sua matrícula clicando no botão vermelho “matricular”.

Atenção: Use o mesmo e-mail nas duas etapas da inscrição (pagamento e matrícula).

A Inscrição cede-lhe o direito a assistir às aulas ao vivo ou gravadas e ao certificado pela Universidade Lusófona, mediante aprovação nas avaliações.


Sobre o Curso

O Novo Testamento aponta para uma igreja nascente com forte atuação feminina. Priscila, Febe, Lídia, Evódia, Sintique, Trifena e Trifosa são apenas alguns dos muitos nomes citados nos textos de Atos dos Apóstolos e nas cartas paulinas. Por que então as mulheres foram silenciadas a partir do segundo século? Quem foram os principais defensores deste silenciamento? Quais eram as mulheres conhecidas e respeitadas no segundo século como profetisas e mestres? Por que seus nomes e suas histórias foram apagados dos livros de história da igreja? Neste curso vamos resgatar a memória de mulheres cuja teologia foi vista como uma ameaça a autoridade masculina da igreja. Chamadas de hereges, prostitutas e endemoniadas, elas tiveram seus escritos destruídos e seus ensinos combatidos. Silenciadas à força, sua história foi registada apenas pelos seus opositores, mas seu estudo é essencial para se compreender o processo histórico de silenciamento das mulheres na igreja cristã até os dias de hoje.


A quem se destina?

Todos são bem-vindos no curso: curiosos, estudiosos em geral e interessados na história do cristianismo, estudantes e professores/as de ciência das religiões e teologia, líderes religiosos em geral, pastores/as e leigos/as, envolvidos com o campo religioso/eclesial, agentes de pastoral, educadores e líderes comunitários.


Há pré-requisitos?

Não há pré-requisitos para realizar o curso, apenas a vontade de aprender e abertura para o diálogo com os demais participantes.


Quando começa?

O curso inicia no dia 8 de junho de 2024. Tem a duração de 4 sábados, encerrando no dia 29 de junho.


Como ocorrem as aulas?

As aulas acontecerão ao vivo, aos sábados, às 14h (Brasil) / 18h (Portugal) através da plataforma Zoom.
Cada aula terá a duração de 1 hora de exposição, seguida de 30 minutos para perguntas e debates.
As aulas serão gravadas e disponibilizadas na página do curso para acesso dos alunos.


Como é feita a avaliação?

A avaliação está organizada em duas etapas:

  • Realização dos exercícios a cada aula (4)
  • Realização de um breve relatório de aprendizagem ao final do módulo, de 1 a 3 páginas

A nota final do curso terá a seguinte ponderação:

Exercícios – 40%
Relatório Final – 60%

O curso termina no dia 29 de junho de 2024.

O relatório final deve ser entregue em pdf ou doc até o dia 13 de julho de 2024.

Programa

Aula 1: Liderança Feminina na Igreja Primitiva.
Resumo: O papel das mulheres como Profetisas na igreja cristã nascente, as controvérsias sobre a atuação feminina na igreja do século I.

Aula 2: A Nova Profecia – Prisca, Maximilla e Quintilla
Resumo: O movimento da Nova Profecia na Frígia, a teologia de Prisca, Maximilla e Quintilla e seus opositores.

Aula 3: A Profecia Gnóstica – Helena, Filomena, Marcellina e outras.
Resumo: Profetisas e Mestras em Roma e Cartago, sua teologia e seus opositores.

Aula 4: O Declínio da Profecia e o Silenciamento das Mulheres.
Resumo: Reflexos da oposição à profecia feminina no século II nos anos posteriores da Igreja Primitiva.

Docente

Lidice Meyer Pinto Ribeiro
Lidice Meyer Pinto Ribeiro é Pós-Doutora em Antropologia e História pela Universidade de São Paulo, Brasil e Pós-Doutoranda em Estudos de Globalização pela Universidade Aberta de Portugal. Doutorou-se em Antropologia pela Universidade de São Paulo e é Mestre em Etnobotânica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro/Museu Nacional, Brasil. É professora no Mestrado em Ciência das Religiões da Universidade Lusófona de Portugal e no Moriah College , Investigadora no Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias (CLEPUL) da Universidade de Lisboa e Investigadora da Cátedra de Estudos Globais da Universidade Aberta de Lisboa (CIPSH). É também membro do Instituto de Cristianismo Contemporâneo (ICC), da Sociedade Portuguesa de História do Protestantismo (SPHP), Avaliadora do Deutscher Akademischer Austauschdienst (DAAD) e de diversas revistas acadêmicas internacionais.

Atuou por mais de 20 anos junto da Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, Brasil, na coordenação da Pós-Graduação em Teologia, Filosofia e Pedagogia, e como professora do Programa de Mestrado em Ciências da Religião, na graduação em Teologia e outros cursos. Comentarista e consultora sobre assuntos de religião e antropologia em mídias sociais, TV, rádio, jornais e revistas. No Brasil, participou como entrevistada ou consultora em diversos especiais das Redes de Televisão Bandeirantes, Record, Globo, SBT, Cultura e Brasil.

Tem-se dedicado nos últimos anos à Antropologia Bíblica, com especial ênfase no estudo da mulher na Bíblia e no Cristianismo, ministrando diversos cursos sobre este tema. Possui livros e artigos publicados nas áreas de Religiões, História, Antropologia e Etnobotânica. Realizou pesquisas em Roma (Arquivo Secreto do Vaticano, Archivio Storico di Propaganda Fide, e Universidade Gregoriana), Alemanha, França, Espanha, Portugal, Estados Unidos e Brasil.

Website: www.lidicemeyer.pro

Bibliografia

CLARK, Elizabeth A. Women in the Early Church (Volume 13) (Fathers of the Church). Liturgical Press, 1983. 
COHICK, Lynn H. ; Amy Brown Hughes. Christian Women in the Patristic World: Their Influence, Authority, and Legacy in the Second through Fifth Centuries. Baker Academic, 2017.
COHICK, Lynn H. Women in the World of the Earliest Christians: Illuminating Ancient Ways of Life. Baker Academic, 2009.
KING, Karen L. Images of the Feminine in Gnosticism (Studies in Antiquity and Christianity). Fortress Press, 1990.
JENSEN, Anne. God’s self-confident daughters – early Christianity and the liberation of Women. Louisville, Kentucky: Westminster John Knox Press, 1996.
KROEGER, Richard Clark ; Catherine Clark Kroeger. I Suffer Not a Woman: Rethinking I Timothy 2:11-15 in Light of Ancient Evidence. Baker Book House, 1998.
LITWA, M David. Carpocrates, Marcellina, and Epiphanes: Three Early Christian Teachers of Alexandria and Rome. Routledge Studies in the Early Christian World, 2022.
MACY, Gary; William Ditewig; Phyllis Zagano. Mulheres Diáconos – passado, presente, futuro. Prior Velho: Paulinas, 2019.
OSIEK, Carolyn. A Woman’s Place: House Churches In Earliest Christianity. Fortress Press, 2005.
SILVA, Roberta Alexandrina da. A Participação Feminina no Cristianismo Antigo e a Influência de Paulo no Gnosticismo in SILVA, Roberta Alexandrina da. Mulheres no Cristianismo Primitivo: poderosas e inspiradoras. São Paulo: Fonte Editorial, 2022. p. 331-391.
TORJESEN, Karen J. When Women Were Priests: Women’s Leadership in the Early Church and the Scandal of Their Subordination in the Rise of Christianity. Harper San Francisco, 1995.
VOLO, James M. The Women Who Knew Jesus:: Female Role Models in Early Christianity.  , 2013
WITHERINGTON III, Ben. Women and the Genesis of Christianity. Cambridge University Press, 1990.
WITHERINGTON III, Ben. Women in the Earliest Churches. Society for New Testament Studies Monograph Series, Series Number 59, Cambridge University Press, 1991.

Beyond the Board: A Utilização de Jogos Analógicos para o Desenvolvimento do Pensamento Abstrato e Soft Skills

Sobre este curso

Este curso online explora o potencial dos jogos analógicos para promover o desenvolvimento de conceitos abstratos e competências interpessoais. Através do design e da experiência prática de jogos, os alunos irão explorar como os jogos analógicos podem apoiar o desenvolvimento de competências como criatividade, pensamento crítico, resolução de problemas, comunicação, colaboração e empatia. De forma mais ampla, este curso tem como objetivo ser uma abordagem pedagógica para disseminar algumas das premissas e conclusões do projeto TEGA (2020-1-UK01-KA203-079248), nomeadamente no que diz respeito ao potencial dos jogos analógicos no ensino superior, e pode ser adaptado a outros contextos. O projeto foi financiado no âmbito do programa Erasmus+ da Comissão Europeia.

Por favor, tenha em mente que todas as legendas nos vídeos estão em inglês.

Tipo de Curso

“Beyond the Board” é um curso autoinstrucional que inclui uma certificação no final. Todo o conteúdo do curso está atualmente disponível para os alunos completarem ao seu próprio ritmo. Em cada teoria, são apresentados exemplos práticos do campo dos jogos de tabuleiro. Além do curso online, os alunos são incentivados a participar na TEGA’s Community of Practice (CoP) para continuar a sua jornada de aprendizagem colaborativa mesmo após obterem a certificação. A CoP é projetada para proporcionar um espaço onde os alunos possam interagir entre si e partilhar ideias, experiências e melhores práticas relacionadas ao design e à experiência de jogos analógicos.

Conteúdo

Módulo 1: Introdução

  • 1.1. Apresentação do Curso
  • 1.2. Projeto TEGA (2020-1-UK01-KA203-079248)
  • 1.3. Objetivos do Projeto
  • 1.4. Inclusão e Diversidade como Pilares do TEGA
  • 1.4.1. Estrutura Conceitual de Acessibilidade e Inclusão do TEGA
  • 1.5. Avaliação (4 Questões)

Módulo 2: Jogos e Aprendizagem

  • 2.1. Jogos e Aprendizagem
  • 2.2. Jogos Analógicos e Aprendizagem
  • 2.2.1. Artigo TEGA “Jogar na Mesa da Escola” (Sousa et al., 2023)
  • 2.3. Jogos como Arenas de Experimentação
  • 2.4. Avaliação (3 Questões)

Módulo 3: Colaboração nos Jogos Analógicos

  • 3.1. O que é Colaboração?
  • 3.2. Colaboração nos Jogos Analógicos
  • 3.3. Case Study – The Mind: Descrição e Como Jogar
  • 3.4. Case Study – The Mind: Potencial Pedagógico
  • 3.5. Case Study- Team 3: Descrição e Como Jogar
  • 3.6. Case Study – Team 3: Potencial Pedagógico
  • 3.7. Mecanismos de Colaboração em Jogos de Tabuleiro
  • 3.8. Avaliação (4 Questões)

Módulo 4: Comunicação nos Jogos Analógicos

  • 4.1. O que é Comunicação?
  • 4.2. Comunicação nos Jogos Analógicos
  • 4.3.Case Study – Dixit: Descrição e Como Jogar
  • 4.4. Case Study – Dixit: Potencial Pedagógico
  • 4.5. Case Study – Codenames: Descrição e Como Jogar
  • 4.6. Case Study – Codenames: Potencial Pedagógico
  • 4.7. Mecanismos de Comunicação em Jogos de Tabuleiro
  • 4.8. Avaliação (4 Questões)

Módulo 5: Criatividade nos Jogos Analógicos

  • 5.1. O que é Criatividade?
  • 5.2. Criatividade nos Jogos Analógicos
  • 5.3. Case Study – Telestrations: Descrição e Como Jogar
  • 5.4. Case Study – Telestrations: Potencial Pedagógico
  • 5.5. Case Study – Junk Art: Descrição e Como Jogar
  • 5.6. Case Study – Junk Art: Potencial Pedagógico
  • 5.7. Mecanismos de Criatividade em Jogos de Tabuleiro
  • 5.8. Avaliação (3 Questões)

Módulo 6: Finalização e TEGA Community of Practice (CoP)

  • 6.1. Colaboração | Comunicação | Criatividade
  • 6.2. MDA para Fins de Aprendizagem
  • 6.3. Colaboração e Partilha
  • 6.4. TEGA Community of Practice (CoP) – Apresentação
  • 6.5. TEGA Community of Practice (CoP) – Inscrição
  • 6.6. Aplicação TEGA Toolkit – Apresentação
  • 6.7. Avaliação Final (10 Questões)

Módulo 7: Certificado

  • 7.1. Como obter o certificado?

Avaliação

Para cada avaliação, terá duas tentativas para responder às perguntas. Após duas tentativas, se a sua resposta ainda estiver incorreta, a opção correta será revelada. Cada pergunta vale 1 ponto. Para passar no curso, é necessário ter 90% de respostas corretas, o que equivale a cerca de 26 respostas corretas.

Resultados de Aprendizagem

Os resultados de aprendizagem deste curso online incluem:

  • Explorar as características específicas dos jogos analógicos e como facilitam o processo de ensino-aprendizagem.
  • Compreender o potencial dos jogos analógicos para promover o desenvolvimento de conceitos abstratos e soft skills, como criatividade, pensamento crítico, resolução de problemas, comunicação, colaboração e empatia.
  • Compreender conceitos básicos de design de jogos e como podem ser utilizados para melhorar a aprendizagem e o envolvimento.
  • Aprender a integrar jogos analógicos em ambientes educativos para melhorar os resultados do ensino e da aprendizagem.

Direção do Curso

Carla Sousa

Carla Sousa

Carla Sousa é doutorada em Ciências da Comunicação pela Universidade Lusófona, onde também realizou a sua Licenciatura em Psicologia, Mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde, e uma Pós-graduação em Neuropsicologia Aplicada. A sua tese de doutoramento abordou a acessibilidade de jogos como um caminho para capacitar e promover o bem-estar em indivíduos com deficiência intelectual, o que ilustra os seus principais objetivos de investigação – as diferentes intersecções entre os media, com um foco particular em jogos, inclusão, comportamento e diversidade humana. Também na Universidade Lusófona, Carla faz parte do Centro de Investigação em Comunicação Aplicada, Cultura e Novas Tecnologias (CICANT) e é professora assistente nos Cursos de Licenciatura em Psicologia e Videojogos. Publicou vários artigos como autora e coautora em revistas científicas, e apresentou comunicações em conferências nacionais e internacionais nos domínios dos estudos de media, psicologia dos media, jogos, acessibilidade, deficiência, inclusão social, aprendizagem e educação. Carla tem participado em vários projetos nacionais e internacionais financiados, é a gestora de atribuição de bolsas da Ação COST (CA 19104) – avanço da inclusão social através da Tecnologia e Empoderamento (a-Step), e é embaixadora da organização sem fins lucrativos Women in Games.
Ciência Vitae

Micael Sousa

Micael Sousa

Licenciado em Engenharia Civil e História, Mestre em Energia e Ambiente, e Estudos de Património. Candidato a Doutoramento em Ordenamento do Território (Universidade de Coimbra). Investigador no CITTA, com foco em jogos de planeamento analógico sério. Membro da ISAGA e SPCV. Professor, palestrante e instrutor de design de jogos em várias instituições, incluindo Universidade Lusófona, Instituto Politécnico de Leiria (Escola de Saúde) e IADE – Creative University.
Ciência Vitae

Cátia Casimiro

Cátia Casimiro

Cátia Casimiro possui uma Licenciatura em Comunicação Aplicada, bem como um Mestrado em Comunicação Organizacional. A sua Dissertação de Mestrado centrou-se na equidade da comunicação organizacional entre pessoas ouvintes e pessoas com perda auditiva. Atualmente, é candidata a doutoramento em Ciências da Comunicação. Os interesses de investigação de Cátia incluem comunicação, media e inclusão social e organizacional de Pessoas com Deficiência. Também está interessada em publicar e participar em projetos nessas áreas.
Ciência Vitae

Empreendedorismo nas Indústrias Criativas

Sobre este curso

Neste curso, irá aprender os conceitos básicos de empreendedorismo, a sua relevância para a formação artística e o potencial da educação em empreendedorismo nas artes.

Direção do curso

Este MOOC é-lhe apresentado por Marta Vaz de Sousa e Tobias Frühmorgen, ambos professores e investigadores na Universidade Lusófona, em Lisboa, Portugal.

Marta Vaz de Sousa

Marta é uma produtora criativa de cinema e televisão, baseada em Portugal. Originalmente advogada de direitos de autor, nos últimos 20 anos tem produzido projetos de cinema e televisão, desde o desenvolvimento de roteiros até à distribuição. Com um foco no desenvolvimento de negócios, produção cinematográfica e vendas internacionais, atualmente leciona produção cinematográfica no Kino Eyes (European Film Masters) e B.A. (Filme, Video e Multimédia Communicação), enquanto realiza investigação no FilmEU (European Universities Alliance for Film and Media Arts) e como membro do CICANT (Centro de Investigação em Comunicação Aplicada, Cultura e Novas Tecnologias).

Tobias Frühmorgen

Tobias Frühmorgen é cineasta, investigador e professor de cinema.

Como professor de cinema, leciona Produção Criativa e Património Cinematográfico Europeu, além de tutoria de projetos e supervisão de teses no Programa de Mestrado Europeu KinoEyes (PT_UK_EE_IRL) na Universidade Lusófona de Lisboa (PT), assim como no Mestrado em Estudos de Cinema e nas licenciaturas em Cinema e Produção Verde. Também participa em programas de intercâmbio, como o Looking China (PT_CN_KOR_RU_HU_BRA), e em programas de investigação, como o Filmterm (EE_FI_DE_PT), future.film.education (DE_HU_PT), C-Accelerate (FI_PT_BEL_EE), Cyanotypes (DK_PT_IRL_AUT_NL_CZ_DE) e FilmEU Research-Innovation-Transfer (EU). Desde 2020, também faz parte do desenvolvimento curricular, pedagógico e de investigação artística da European Universities Alliance for Film and Media Arts – FilmEU, além de ser supervisor de projetos para um piloto anual e coordenador do projeto de investigação conjunta (PT_BE_EE) sobre Escrita de Roteiros e GTP-3. Desde 2021, está a realizar uma investigação para o seu doutoramento artístico na Filmuniversity Babelsberg (DE) sobre “Inteligência Artificial Criativa – Escrevendo um Roteiro com IA”.

Módulos

Este curso irá ter 2 módulos:

  • Module 1 – O que é empreendedorismo?
    • Empreendedorismo vs pensamento empreendedor
    • Ineficiências e oportunidades
    • Mentalidade e competências empreendedoras
    • As 3 necessidades
  • Module 2 – Empreendedorismo nas artes
    • Mentalidade nas indústrias criativas
    • Empreendedorismo nas artes
    • Ferramentas criativas

Competências de Investigação Artística

Sobre este curso

A investigação artística é uma parte importante da atividade das instituições de ensino superior nas áreas do cinema e das artes dos media. Seja orientada pela prática, informada pela prática ou baseada na prática, os investigadores exploram desafios culturais, sociais e tecnológicos através do seu trabalho. Este curso apresenta-lhe – talvez seja um investigador em fase inicial a trabalhar num projeto de mestrado ou doutoramento, ou um professor ou praticante experiente que procura saber mais sobre o seu papel enquanto investigador – os principais conceitos da investigação artística. Pode também explorar alguns conselhos sobre o desenho e gestão de projetos de investigação artística e como isso pode apoiar o desenvolvimento da sua própria prática enquanto investigador.

Conteúdo

  • Tópico 1: Introdução
  • Tópico 2: Tipos de Investigação: Que tipo de investigação estou a realizar? E o que é Investigação Artística?
  • Tópico 3: O Âmbito da Investigação: Mapeamento do Território
  • Tópico 4: Estabelecimento de Métodos e Quadros Conceituais para a Investigação
  • Tópico 5: Gestão do Seu Trabalho de Investigação

Estrutura

Dentro de cada módulo, as secções são construídas na seguinte estrutura: Vídeo e slides por um especialista no assunto, guiando-o através do material e dos conceitos relevantes. Recursos online, como leituras e exemplos.

Classificação e Certificado

Os alunos têm de completar o quiz com uma nota mínima de 70%

Instituições

A IADT, o Instituto de Arte, Design e Tecnologia em Dún Laoghaire, Irlanda, é membro fundador da FilmEU e sede da Escola Nacional de Cinema da Irlanda. Oferece programas de licenciatura e pós-graduação em áreas que incluem arte, design, cinema, media, animação, psicologia, negócios e humanidades, e participa numa variedade de projetos de investigação financiados pelo Conselho Irlandês de Investigação, Fundação para a Ciência e Tecnologia da Irlanda e vários programas da EU.

Direção do curso

Sherra Murphy

A Dra. Sherra Murphy é Professora Sénior de Estudos Críticos e Culturais, lecionando cultura visual e material na Faculdade de Cinema, Arte e Tecnologias Criativas no Instituto de Arte, Design e Tecnologia de Dún Laoghaire. O seu doutoramento na University College Dublin (2015) examinou a formação do Museu de História Natural de Dublin como um conjunto interligado de enquadramentos históricos, científicos, sociais e visuais. A monografia resultante, “O Primeiro Museu Nacional”: O Museu de História Natural de Dublin no meio do século XIX, é publicada pela Cork University Press. A Dra. Murphy foi a beneficiária da Bolsa de Estudos da Biblioteca e Arquivos da Royal Dublin Society em 2019 para conduzir investigação no arquivo equestre da Sociedade, examinando as origens do Dublin Horse Show no período da meia-Vitória através da lente da história cultural irlandesa, lazer e mudança social. As suas áreas de investigação centram-se na história cultural, museus, cultura visual, história cultural da Irlanda do século XIX, história da história natural e história do desporto equestre na Irlanda. Representa atualmente o IADT no Grupo de Desenvolvimento Académico da Creative Futures Academy, uma inovadora iniciativa colaborativa entre o IADT, NCAD e a Faculdade de Artes e Humanidades da UCD.

Deirdre O’Toole

A Dra. Deirdre O’Toole é professora na Escola Nacional de Cinema da Irlanda, IADT. Leciona nos cursos de licenciatura em Produção de Cinema e Televisão, Estudos de Novos Media e no programa de mestrado Erasmus+ MA Kino Eyes. Deirdre possui um doutoramento baseado na prática em Estudos Cinematográficos e Visuais pela Queen’s University Belfast, onde realizou documentários em colaboração com contadores de histórias que haviam experimentado traumas. Deirdre é realizadora de cinema e trabalhou durante muitos anos como cinematógrafa, filmando documentários, vídeos musicais e dramas. Deirdre dirigiu três documentários que foram exibidos extensivamente em festivais de cinema e galerias em todo o mundo, incluindo o Festival de Documentários de Chagrin, Ohio, o Festival de Cinema Red Rock, Utah, o Docs Ireland, Belfast, o Festival de Cinema de Montanha Aspen, Colorado, o Festival de Cinema de Arte, Polónia, o Festival de Cinema Kinosmena, Minsk, o Festival de Documentários do Instituto de Cinema Irlandês e o Festival de Documentários Europa, Egito. O seu trabalho foi exibido durante quatro meses no Turchin Centre for the Arts, Carolina do Norte, em 2019, duas vezes na Saranac Gallery em Washington e duas vezes no CIACLA, EUA.

Fiona Snow

Fiona Snow é uma professora, praticante e investigadora em educação de Arte e Design. Especialista em pedagogias das artes criativas, Fiona é co-receptora de um prémio de Excelência em Ensino e Aprendizagem Disciplinar (DELTA) e tem colaborado como perita em Arte e Design para o QQI, a organização irlandesa de qualidade académica e normas. Fiona é também uma praticante no seu próprio direito e ensina métodos baseados na prática em toda a Faculdade de Cinema, Arte e Tecnologias Criativas do IADT. Desde 2021, Fiona é membro da equipa da Creative Futures Academy (CFA) do IADT, onde a sua experiência desempenha um papel crucial no desenvolvimento de módulos, na análise do Quadro de Atributos Criativos da CFA e na incorporação de pedagogias essenciais das artes criativas em toda a CFA. Atualmente, está a realizar um Doutoramento em Educação no Trinity College Dublin, com foco em pedagogias criativas baseadas em estúdio.

Daithí Mac Síthigh

Daithí Mac Síthigh é o ex-Diretor de Investigação do IADT e anteriormente diretor académico da Northern Bridge Arts & Humanities Doctoral Training Partnership. Tem experiência em ensino, investigação e supervisão de doutoramento em áreas como política dos media e direito da propriedade intelectual.

Sustentabilidade e a Indústria Cinematográfica

Sobre este Curso

Neste curso, receberá uma introdução à sustentabilidade e à indústria cinematográfica.

Direção do curso

Dörte Schneider Garcia

Dörte Schneider Garcia é de origem alemã, mas tem trabalhado e vivido em Portugal desde o ano 2000. Editora de cinema de formação (Universidade de Cinema Konrad Wolf, Potsdam, Alemanha), trabalhou como assistente de realização durante duas décadas. No final de 2020, Dörte frequentou um curso de consultoria ambiental na Universidade de Media de Estugarda, onde recebeu o seu certificado. Atualmente, dedica-se principalmente à transferência de conhecimento através de cursos, workshops e masterclasses, em colaboração com, entre outros, a Universidade Lusófona, FEST filmlab, BECTU Vision Scotland, FOCAL, KIPA – Associação de Produtores Polacos, Escola Internacional de Cinema de Colónia. Dörte é membro da Associação Alemã de Consultores Ambientais BVGCD.

Módulos

Este Curso vai ter 3 módulos

  • Literacia Climática
  • Iniciativas na indústria cinematográfica
  • Produção Cinematográfica Sustentável

LDTDT – Desenvolvimento de Linguagem Através de Ferramentas Digitais

Sobre este Curso

O CLIL MOOC (Massive Open Online Course) foi concebido para fornecer aos educadores uma compreensão da Aprendizagem Integrada de Conteúdo e Língua (CLIL) e para os guiar através do processo de concepção de cenários de aula CLIL eficazes. Este curso apresenta aos alunos os princípios e benefícios do CLIL, demonstra como integrar o CLIL em várias disciplinas e descreve uma abordagem passo a passo para a construção de um cenário de aula CLIL bem concebido.

Os participantes aprenderão como alinhar os objetivos de linguagem e conteúdo, selecionar materiais de ensino apropriados, criar atividades envolventes e avaliar o progresso dos alunos. O CLIL MOOC destina-se a professores de línguas, professores de conteúdos e outros educadores interessados ​​em integrar o ensino de línguas e conteúdos para melhorar a aprendizagem dos alunos. Esperamos que você esteja pronto para explorar dicas, truques e boas práticas compartilhadas por organizações parceiras e escolas obrigatórias de seis países diferentes. O projeto e o MOOC são financiados pelo Programa Erasmus+!

Estrutura

Módulo 1 – Introdução ao CLIL

  • Unidade 1 – O que significa CLIL? O que é CLIL?
  • Unidade 2 – Os 4 Cs do CLIL
  • Unidade 3 – As diferentes funções num programa CLIL
  • Unidade 4 – Implementando CLIL
  • Unidade 5 – As Vantagens e Desafios da Implementação do CLIL

Módulo 2 – Explorando CLIL: Contextualizando e Melhorando a Integração com Tecnologia

  • Unidade 1 – Contextualizando CLIL nas Escolas
  • Unidade 2 – Tópicos CLIL e Objetivos de Aprendizagem
  • Unidade 3 – Integração da Tecnologia no CLIL
  • Unidade 4 – Formação e Desenvolvimento Profissional de Professores em CLIL

Módulo 3 – Exemplos de cenários integrados de ensino e aprendizagem CLIL

  • Unidade 1 – Compreendendo os Elementos da Construção do Cenário de Aula CLIL
  • Unidade 2 – Abordagem passo a passo
  • Unidade 3 – Explorar Exemplo de Cenário de Aprendizagem

Módulo 4 – Crie seu cenário de aprendizagem

  • Unidade 1 – Cenário de Aprendizagem
  • Unidade 2 – Ferramentas para Criar seu Cenário de Aprendizagem Online
  • Unidade 3 – Ferramentas Digitais para Ensino e Aprendizagem CLIL

Instituições

Lusófona University

Universidade Lusófona

A Universidade Lusófona é a maior universidade privada de Portugal, integrando 10 IES em Portugal, Brasil, Cabo Verde, Moçambique e Guiné-Bissau. Possui um corpo discente de mais de 10.000 alunos e 1.500 professores e está estruturado em 9 (nove) Escolas que constituem a principal unidade institucional e oferecem 44 cursos de graduação, 45 cursos de mestrado, 11 programas de doutorado e 42 cursos de pós-graduação. Além disso, a universidade oferece um grande número de cursos profissionais e de formação contínua de acordo com o paradigma de desenvolvimento da aprendizagem ao longo da vida. A Universidade tem uma vasta experiência em investigação e gestão de projetos europeus e internacionais e participará no projeto com uma das suas 12 unidades de investigação. O CICANT – Centro de Investigação em Comunicação Aplicada, Cultura e Novas Tecnologias, da Escola Superior de Comunicação, Arquitetura, Artes e Informação, promove investigação teórica e aplicada em todas as suas áreas temáticas: Novos Media e Novas Tecnologias; Comunicação Organizacional; Artes e Cultura Visual; e Estudos Culturais e de Media. O centro dá enfâse à transferência e intercâmbio de conhecimento com a indústria e centros similares em Portugal e na Europa no cruzamento dos meios de comunicação, artes, cultura e tecnologias.

Gheorghe Magheru School in Caracal

Gheorghe Magheru School in Caracal

A Escola ‘Gheorghe Magheru’ em Caracal, Roménia, é uma escola de média dimensão, com cerca de 550 alunos matriculados em classes pré-primárias, primárias e secundárias inferiores e 50 professores. É uma escola eTwinning, a partir de 2018, com dois embaixadores eTwinning, um para professores do ensino primário e outro para professores do ensino secundário. Somos muito ativos no eTwinning e conseguimos muitos prémios eTwinning, Stem Week e Code Week pelos nossos projetos. Os nossos alunos participaram com ótimos resultados em diversos concursos e competições tanto nas áreas de Ciências quanto de Línguas. Os projetos Erasmus anteriores realizados na Escola Gheorghe Magheru estavam relacionados com o STEM. O projeto KA201 “Active Minds Moving Hand” foi uma troca de boas práticas no ensino de STEM. O segundo, “Estamos a criar embaixadas STEAM na rede escolar europeia”, foi um projeto KA229 focado na metodologia STEAM, agregando Arte no ensino de Ciências. Atualmente temos em desenvolvimento três projetos Erasmus plus, com diversos tipos e temas, pois decidimos que mais áreas da nossa atividade escolar precisavam de ser melhoradas. Os três projetos são: Não seja Cyber ​​Bully, esteja atento! – um projeto KA229 coordenado por uma escola italiana. Melhorar a educação STEM nas escolas europeias – um projeto KA201 coordenado por uma instituição de investigação da Irlanda do Norte. Desenvolvimento da Linguagem através de Ferramentas Digitais – projeto KA226, coordenado pela Suécia. Desta forma, mais professores e alunos podem beneficiar das oportunidades Erasmus e a nossa escola tem um maior impacto na nossa comunidade local e não só.

International Training Center

International Training Center

O ITC é uma instituição de educação de adultos para formação contínua de professores, criada pelo Ministério da Educação Checo e listada no registo escolar. O ITC atua no mercado de educação de adultos desde 1996 e tem dezessete anos de experiência no campo da educação, com especialização em métodos de ensino inovadores para professores e especialistas em educação de toda a UE. A ITC é uma empresa moderna e dinâmica, com longa tradição e experiência organizacional profissional. A missão do ITC é oferecer ensino de idiomas de boa qualidade juntamente com outros cursos em diversas áreas. O nosso principal objetivo é fornecer serviços complexos e de nível profissional garantindo a satisfação dos nossos clientes.

Learning for Integration

Learning for Integration

A missão da Learning for Integration ry, fundada em 2012, é promover a aprendizagem de línguas e a sensibilidade cultural de crianças e jovens migrantes, imigrantes e refugiados na Finlândia e noutros países nórdicos, de forma a facilitar a sua integração na nova cultura e no desenvolvimento de uma sociedade multicultural. Temos uma sólida experiência no ensino de línguas e na criação de materiais e gostaríamos de usar esta experiência para apoiar a nossa missão de criar consciência linguística através de atividades como grupos de jogos para crianças em idade pré-escolar, grupos de intercâmbio de línguas para adultos e material gratuito de aprendizagem de línguas e eLearning para todas as idades. Participamos também em vários projetos Erasmus+ e NordPlus relacionados com imigração e aprendizagem de línguas, tecnologia e meios de comunicação, questões sociais, empreendedorismo, grupos desfavorecidos, etc.

Yenişehir Anadolu İmam Hatip High School

Yenişehir Anadolu İmam Hatip High School

A Escola Secundária Yenişehir Anadolu İmam Hatip é uma escola pública de nível secundário para o ensino geral, com alunos com idades entre 11 e 18 anos e do 5º ao 12º ano. Os alunos recebem educação em ciências, matemática, ciências sociais, línguas estrangeiras, arte e música que já existem no currículo de todos os tipos de escolas. Yenişehir Anadolu İmam Hatip Lisesi foi fundada em setembro de 2016 e possui um edifício novo e moderno com todos os tipos de instalações, como laboratórios, sala de conferências, aquecimento e resfriamento central, restaurante, um grande jardim com muitos campos de jogos e uma luxuosa pensão para hospedar os alunos, etc. Há 925 alunos e 85 professores na escola. 5 administradores atuam na gestão como 1 diretor e 4 assistentes de gerente. Temos alunos do 5º ao 8º ano (chamados de ensino primário) e alunos do 9º ao 12º ano (chamados de ensino secundário) que frequentam diferentes escolas do nosso sistema de ensino. O objetivo desta escola é doar os alunos não só com disciplinas acadêmicas, mas também com temas religiosos e morais. A escola tem como objetivo educar os alunos com os padrões europeus de métodos de ensino. Os alunos são incentivados a participar nos projetos europeus. Quanto mais integração social tiverem com o resto da Europa, mais serão capazes de se integrar com o resto da Europa. Os alunos estão interessados ​​em eventos sociais locais e internacionais. Eles estão envolvidos em eventos esportivos, projetos juvenis e científicos. Os professores também possuem diversas capacidades, como ter melhores habilidades de ensino, serem sociáveis ​​e especialistas nas suas profissões para trabalhar na escola. A escola possui um alto padrão de tecnologia. Dá grande importância ao alargamento da integração de si mesmo, da sua cidade e do seu país com a Europa, porque pensam que, como país candidato à União Europeia, é uma obrigação para eles. Participou em diversos trabalhos e concursos regionais e nacionais. Desde que a nossa escola foi inaugurada, demos importância às questões tecnológicas. Há um grande laboratório STEAM na nossa escola. Os alunos aprendem STEAM há quatro anos. Até agora, foram realizados dois projetos Erasmus+ sobre STEAM e codificação. No plano estratégico da escola pretende-se que os nossos professores e alunos adquiram as competências do século XXI. É por isso que gostaríamos de realizar atividades para conscientizar todos os professores e alunos da nossa escola sobre a importância da IA ​​e fornecer-lhes informações adequadas sobre o que podemos fazer como pessoas normais.

Rödabergsskolan

Rödabergsskolan

A Rödabergsskolan é uma escola pública com alunos entre os 6 e 15 anos ao 9º ano. Situado no centro de Estocolmo e a uma curta distância do Hagaparken, o Rödabergsskolan oferece um ambiente estimulante para todos os alunos. Atualmente, há cerca de 680 alunos matriculados nas turmas de ensino básico e secundário. A escola segue o currículo sueco e tem aulas de língua sueca do jardim de infância ao 9º ano e aulas de inglês do 7º ao 9º ano. Os funcionários e alunos são de diferentes partes do mundo e representam 45 nacionalidades. Isto traz uma mistura de culturas, nacionalidades e línguas, resultando num ambiente positivo onde a tolerância e as diferenças são naturais tanto para os alunos como para os funcionários. A escola possui cozinha própria para servir comida preparada na hora aos funcionários e alunos todos os dias. A escola trabalha ativamente em prol da digitalização e os alunos do 6º ao 9º ano têm os seus próprios Chromebooks, enquanto os alunos do ensino básico usam o iPad. Os membros da equipa envolvidos no MOOC são professores experientes nas suas respectivas áreas e possuem uma licença de ensino sueca. Todos os membros da nossa equipa estão entusiasmados e trabalham juntos para ajudar os alunos a atingir os seus objetivos de aprendizagem.

Course Staff

Ana Cunha

Ana Cunha

A Ana é licenciada em Línguas e Literaturas Modernas, pós-graduada em Ciências da Educação e está a frequentar o doutoramento em Ciências da Educação. Coordena o Gabinete de Tradução e Línguas e é Professora Auxiliar na Universidade Lusófona, onde foi reconhecida como Especialista em Línguas e Literaturas Modernas.

Cristina Nicolaita

Cristina Nicolaita

Cristina Nicolaita é professora de Física e Informática, certificada em Língua Inglesa pela Universidade de Craiova. É embaixadora do Scientix & eTwinning, professora líder da Europe Code Week e Microsoft Innovative Educator Expert. Ela também é formadora de professores e especialista em recursos educacionais abertos para o projeto CRED – (Curriculum Relevant, Educație Deschisă pentru toți) do Ministério da Educação Romeno – Currículo Relevante, Educação Aberta para todos.

Marja-Liisa Helenius

Marja-Liisa Helenius

Possui mestrado em Filologia Inglesa, incluindo estudos de professores em inglês e francês e também possui estudos básicos em Comunicação pela Universidade de Helsinque. Trabalhou com tarefas de ensino de inglês, tradução e gerenciamento de projetos. Atualmente Presidente da Learning for Integration ry e responsável pela coordenação do Erasmus+ e outros projetos internacionais.

Denisa Mouchová

Denisa Mouchová

Denisa Mouchová trabalha como gerente de projetos e treinadora na ITC International. Ela é psicóloga, palestrante e coach, focando no trabalho com professores e alunos. Nos cursos do ERASMUS+, ela aborda principalmente tópicos sobre métodos inovadores na educação, uso de TIC e temas psicológicos, incluindo necessidades especiais e prevenção do burnout. Ela tem experiência em ensinar vários grupos etários, desde pré-escolares até adultos, trabalhou no Instituto Nacional de Educação em Praga e atualmente faz parte do centro de aconselhamento da Universidade Charles, onde também está a fazer o seu doutoramento.

Petra Vallin

Petra Vallin

Petra Vallin é treinadora na ITC International. A Petra foca-se em cursos de CLIL, cursos multiculturais e métodos inovadores de ensino.

Anastasia Diatlova

Anastasia Diatlova

A Anastasia é formada em Marketing Digital, possui um doutoramento em Ciências Sociais e trabalhou como professora de línguas, palestrante universitária e investigadora em Ciências Sociais e marketing de conteúdo e digital.

Emil Velinov

Emil Velinov

Emil Velinov é treinador na ITC International. Nos cursos do Erasmus+, ele foca-se no uso de TIC, digitalização de salas de aula, gestão de recursos humanos e coaching.

Iva Brožová

Iva Brožová

A Iva Brožová é diretora da ITC International desde 1996.

Neşe Çelik

Neşe Çelik

Neşe Çelik é professora de inglês na Yenisehir Anatolian Imam Hatip High School em Mersin. Ela formou-se no departamento de Ensino de Língua Inglesa da Universidade de Mersin em 2002 e participou em muitos projetos nacionais e internacionais até agora.

Cantekin Karasu

Cantekin Karasu

Cantekin é professor de inglês na Yenisehir Anatolian Imam Hatip High School. Ele coordenou a prática de ensino nas escolas do departamento de Ensino de Língua Inglesa da Universidade de Cag em 2017 e 2018. Participou em muitos projetos nacionais e internacionais e obteve certificados em vários seminários.

Engin Karamanli

Engin Karamanli

Engin é professor de ciências na Yenisehir Anatolian Imam Hatip High School. Em 2019, formou-se na Universidade de Mersin, Departamento de Educação em Ciências, com tese. Ele trabalha como embaixador do Scientix na European Schoolnet Academy Turkey desde 2021 e coordenou e participou em muitos projetos nacionais e internacionais.

Preeti Gahlawat

Preeti Gahlawat

Preeti Gahlawat é professora de ciências e tecnologia e mentora do 9º ano na Rödabergsskolan. Ela ensinou todos os níveis escolares obrigatórios em três países diferentes – Suécia, Japão e Índia. Ela é uma professora curiosa e apaixonada que gosta de conectar os seus alunos com os seus pares em todo o mundo. Ela trabalhou em muitos projetos com a European Schoolnet: GoLab, STEAM_IT e BLOOM. Ela é embaixadora do Scientix, ASEF e HundrED para a Suécia, e ainda trabalhou como mentora educacional para algumas empresas de Edtech para orientá-las. Ela é a coordenadora deste projeto ERASMUS, que também é o seu primeiro projeto.

Katarina Björkman

Katarina Björkman

Katarina Björkman possui um diploma de ensino em Sueco, Sueco como Segunda Língua, Francês e Artes Têxteis. Ela é uma experiente professora em ‘Sueco como Segunda Língua’ e ensinou estudantes internacionais por muitos anos. Atualmente, Katarina ensina Francês do 6º ao 9º ano, e Artes Têxteis do 4º ao 9º ano. Katarina também é mentora do 9º ano. Katarina trabalha na Rödabergsskolan desde 2000. Este é o primeiro projeto ERASMUS de Katarina. Anteriormente, ela acolheu estudantes de intercâmbio ERASMUS da França. Ela é uma entusiasta do trabalho em equipa e muito aberta a aprender novas ideias. Ela gosta de colaborar com colegas para trazer o melhor para a sala de aula.

Susanna Bruno Karlson

Susanna Bruno Karlson

Susanna Bruno Karlson é uma professora apaixonada e muito experiente do ensino secundário na Rödabergsskolan. Ela ensina Sueco, Estudos Sociais, Inglês e Ciências no ensino secundário. Ela é mentora e responsável por 30 alunos do 4º ano. Ela obteve a sua licença de ensino em 1987 e ensina desde então. Ela já trabalhou como professora de Educação Especial (SEN). Ela é uma aprendiz ao longo da vida e está sempre pronta para aprender coisas novas para implementar na sua sala de aula. Este é o primeiro projeto ERASMUS dela.

Anna Brink

Anna Brink

Anna possui um diploma de ensino em Arte e Media para o ensino básico e ensino secundário. Ela ensina arte nos anos 5 a 9 na Rödabergsskolan. Anna obteve o seu diploma de ensino na Universidade de Artes, Artesanato e Design em Estocolmo em 2017. Ela interessa-se por pesquisas relacionadas à Alfabetização Midiática e Informacional para jovens e implementa isso como parte de sua prática. Anna participou num intercâmbio Erasmus, onde passou um semestre a estudar Belas Artes em Londres.

Johanna Nordström

Johanna Nordström

Johanna Nordström obteve o seu diploma de ensino em Matemática, Ciências e Tecnologia em 2002. Ela ensina na Rödabergsskolan desde 2019 e é mentora do oitava ano. Ela é mente aberta, otimista e está pronta para encontrar soluções para todos os obstáculos.

EHN – Rede Europeia de Artesãos

Sobre este Curso

Bem-vindo à “EHN – Rede Europeia de Artesãos”!

Este projeto financiado pelo Erasmus+ tem como objetivo promover o autoemprego dos artesãos e o empreendedorismo feminino, juntando-se à missão de aumentar os níveis de emprego e a autonomia económica das mulheres europeias.

O projeto está a construir uma ampla rede de artesãos ao reunir 5 artesãs de Itália, Polónia, Portugal e Países Baixos, que estão a oferecer a sua experiência profissional de longa data no setor àquelas que começaram recentemente a operar nesta prática ou àquelas que querem transformar o seu negócio artesanal caseiro num emprego.

Junte-se a nós na nossa plataforma e veja as Masterclasses para conhecer melhor as mentoras que vão acompanhar o seu progresso como artesã.

O projeto baseia-se na ideia de que relações diretas, interativas e pessoais entre as 5 artesãs experientes e as mulheres que querem ser formadas trazem mais valor acrescentado para o futuro dos negócios femininos.

Assim, nada de aulas prefixadas e gerais, mas sim interações ao vivo, práticas e presenciais!

O projeto planeia selecionar 5 mulheres artesãs dos seguintes países: Itália, Países Baixos, Polónia e Portugal, que irão:

  • participar em sessões gratuitas de mentoria ao vivo (4 horas por mulher selecionada) com a especialista feminina do seu próprio país (mentoria disponível durante fevereiro e abril de 2023)
  • participar na convenção de mentoria EHN na Polónia em abril de 2023 com especialistas do setor artesanal (todas as despesas de viagem e alojamento cobertas)

Não perca esta oportunidade!

Objetivo Principal

O projeto propõe a criação de uma plataforma digital e de um evento presencial que permita às artesãs europeias apoiarem-se mutuamente, estabelecerem redes de contacto e serem mentoradas por especialistas femininas com longa experiência no setor do artesanato, de forma a aumentar as suas competências e transformar o seu hobby num micro-negócio.

O projeto visa criar um modelo de apoio mútuo entre mulheres, tanto físico como virtual, em que as relações, o apoio mútuo e o networking são as palavras-chave.

Equipa

Chiara Lorenzetti

Chiara Lorenzetti (Creativi108)

Restauro de Arte Desde 1991

Chiara Lorenzetti, restauradora, iniciou a sua carreira artística em 1991. Depois de frequentar o Instituto de Arte e Restauro “Palazzo Spinelli” em Florença, abri a minha loja Chiaraarte em Biella, na histórica loja de antiguidades do meu pai, na Via Cernaia. Há alguns anos, após o encerramento da loja do meu pai, mudei-me para a Via Novellino 16, em Biella Chiavazza. Trabalho com restauros conservativos e estéticos em objetos de arte cerâmica: porcelana, grés, terracota; gesso, marfim, cera, papel machê.

Laboratório especializado na restauração de bonecas antigas. Restauração de objetos em madeira policromada e dourada, estátuas e molduras. Conhecimento específico em restauração tradicional japonesa Kintsugi: sou uma das poucas restauradoras na Europa a usar a técnica japonesa original Kintsugi em cerâmicas. Durante o ano, realizo workshops e conferências sobre: “Kintsugi, a arte de reparar com ouro”. Excelência artesanal da Região do Piemonte desde 2007. Restauradora colaboradora, técnica de restauro com decreto n. 38 de 23/03/2016 do Diretor Geral MiBACT Educação e Pesquisa.

Małgorzata Jeżewska

Małgorzata Jeżewska (INBIE)

Especialista em Horticultura

Especialista em horticultura qualificada, com ampla experiência e entusiasmo para compartilhar a minha paixão. Durante muitos anos, de forma privada, e agora profissionalmente, estive envolvida na floricultura e em trabalhos manuais com a utilização de composições florais. Em 2022, juntamente com uma amiga que é florista profissional, fundei a florista “tqka marzeri”. Anteriormente, estive envolvida em pequenos projetos e na decoração com arranjos florais, incluindo igrejas, salões de casamento, comunhões, entre outros.

Iwona Czaplicka

Iwona Czaplicka (ECM)

Joalharia Artística – Feita à Mão

Tudo começou com a minha mãe, que há anos começou a costurar roupas usando linho. Assim, sempre estive ligada a um produto natural. Estar em contacto com materiais naturais e com pessoas que criavam designs bonitos com ênfase na naturalidade levou-me a criar algo que se integrasse com o que eu já conhecia. A minha joalharia é criada por uma paixão pela beleza natural. Comecei com pequenas coisas, criando joias para mim e para amigos, e logo o meu trabalho foi apreciado pela minha família e amigos, então decidi expandir o meu negócio.

Živile Navikiene

Živile Navikiene (S.A.F.E.Projects)

Especialista em Educação de Jovens/Adultos

Živile Navikiene tem mais de quinze anos de experiência na área da educação, atuando como CEO em empresas, organizações sem fins lucrativos, oficial de relações internacionais, avaliadora, gestora de projetos, líder juvenil e especialista nacional/internacional no campo da educação de jovens/adultos. Nos últimos anos, tem trabalhado como mentora para mulheres migrantes e consultora. Como CEO de uma empresa social, demonstrou suas habilidades em design organizacional bem-sucedido, gestão de projetos e programas, administração, coaching, mentoria e formação. Seus colegas de trabalho a descrevem como uma aprendiz rápida, muito confiável, orientada para o serviço e uma líder nata.

Célia Macedo

Célia Macedo (Universidade Lusófona)

Artesã de Cerâmica

Artesã de cerâmica feita à mão com base em Montemor-o-Novo, Alentejo (sul de Portugal). Célia Macedo, artesã dedicada à produção de artesanato cerâmico inteiramente feito à mão, utilizando a roda de oleiro. Define o seu trabalho como “Cerâmica tradicional, para a vida moderna”. O design das cerâmicas é inspirado na tradição artesanal da região, mas direcionado para usos mais contemporâneos. A alta qualidade e a pertença nacional dos produtos são dois dos pilares do seu trabalho. Pretende ter uma marca que represente um produto 100% português, utilizando apenas material português de alta qualidade.

Não nasceu artesã. Estudou arquitetura e obteve um Mestrado e um Doutoramento em Inglaterra. Trabalhou na Universidade como investigadora e professora durante 12 anos. Em 2016, teve a primeira aula de cerâmica enquanto estava em Inglaterra. Começou como um hobby, mas depois o desejo de se concentrar apenas na produção de cerâmica cresceu a tal ponto que ter um emprego a tempo inteiro se tornou incompatível. Transformou a sua paixão num trabalho a tempo inteiro em 2019. Agora, criou uma empresa de cerâmica bem-sucedida, dirigida unicamente por ela em todos os aspetos, desde a produção até aos aspetos burocráticos, desde as relações com clientes nas redes sociais até às tarefas da loja física.

O Poder das Medias Sociais no Desenvolvimento Profissional de Professores

Sobre este Curso

Aumentar o ensino das IES, sensibilizar o pessoal académico e científico sobre os desafios ambientais e das alterações climáticas, desenvolver competências em marketing nas redes sociais como instrumento de desenvolvimento de marca pessoal, ferramenta para produtos educativos e promoção de valores de desenvolvimento sustentável.

Fortalecer as capacidades das IES na promoção da cocriação de uma sociedade resiliente, inclusiva e sustentável através de comunicações sustentáveis ​​com as principais partes interessadas nas redes sociais.

Apoiar a cooperação no ensino superior para a implementação de iniciativas sustentáveis.

Requisitos

Para um acompanhamento ideal do curso, é necessário um nível B2-C1 de língua estrangeira (conforme indicado no QECR).

Perguntas Frequentes

Que navegador devo usar?

A plataforma Open edX funciona melhor com as versões atuais do Chrome, Edge, Firefox ou Safari.

Consulte a nossa lista de navegadores compatíveis para obter informações mais atualizadas.

Receberei um certificado após concluir o curso?

Sim, após a conclusão do curso, cada participante receberá um certificado confirmando a conclusão do curso.

Envolvimento das Famílias contra a Radicalização

O que vai aprender

  • Diferenciar adequadamente entre ser “radical” ou radicalizado;
  • Que factores e processos contribuem para a radicalização da juventude;
  • A importância do papel da família na prevenção da radicalização;
  • Como interagir com as famílias nas diferentes fases da intervenção;
  • Projetos anteriores e boas práticas que aplicam essas lições na prática.

Sobre este Curso

O Envolvimento Comunitário Contra a Radicalização é um projeto liderado pela Universidade Lusófona, em parceria com ONG e instituições de investigação de 10 países. O seu objetivo é desenvolver modelos práticos de envolvimento comunitário e cívico que possam reforçar a capacidade da sociedade civil para prevenir e combater a radicalização. Isto inclui o desenvolvimento de kits de ferramentas digitais, a implementação de formações personalizadas e o lançamento de um serviço de consultoria. Espera-se que o projecto permita que os indivíduos que trabalham na área da prevenção e combate ao extremismo violento (P/CVE) estejam melhor equipados para enfrentar os desafios que enfrentam como profissionais, e que possam trabalhar como multiplicadores nas suas próprias comunidades, desenvolvendo PVE /CVE iniciativas sustentáveis.

Consórcio do Projeto: ULHT (PORTUGAL), CESIE (ITÁLIA); UPPSALA UNIVERSITET(SUÉCIA); SVF(HUNGRIA); CSI(CHIPRE); Parceria de Cidadãos Activos (GRÉCIA); Multicultural (ÁUSTRIA); Techsoup (POLÔNIA); CAPRI (FRANÇA); PATRIR (ROMÉNIA) e BONS (FRANÇA).

Visite o site do Projeto

Requisitos

Nenhum.

Certificação

O curso é composto por 5 módulos. Em cada módulo tem uma breve avaliação no final. Se você obtiver mais de 50 (em 100), receberá um certificado ao final do curso.

Taxas

O certificado e o curso são isentos de qualquer taxa.

Envolvimento dos Muçulmanos Contra a Radicalização

O que vai aprender

  • Diferenciar adequadamente entre ser ‘radical’ ou radicalizado
  • Que fatores e processos contribuem para a radicalização da juventude
  • Compreender as origens e características do Islão Fundamentalista e do Extremismo Islâmico
  • Ser mais capaz de identificar a presença do extremismo islâmico entre os jovens
  • Como se envolver em intervenções contra o extremismo envolvendo extremistas islâmicos

Sobre este Curso

O Envolvimento Comunitário Contra a Radicalização é um projeto liderado pela Universidade Lusófona, em parceria com ONG e instituições de investigação de 10 países. O seu objetivo é desenvolver modelos práticos de envolvimento comunitário e cívico que possam melhorar a capacidade da sociedade civil para prevenir e combater a radicalização. Isto inclui o desenvolvimento de kits de ferramentas digitais, a implementação de formações personalizadas e o lançamento de um serviço de consultoria. Espera-se que o projeto permita que os indivíduos que trabalham na área da prevenção e combate ao extremismo violento (P/CVE) estejam melhor equipados para enfrentar os desafios que enfrentam como profissionais, e que possam trabalhar como multiplicadores dentro das suas próprias comunidades, desenvolvendo PVE /CVE iniciativas sustentáveis.

Consórcio do Projeto: ULHT (PORTUGAL), CESIE (ITÁLIA); UPPSALA UNIVERSITET(SUÉCIA); SVF(HUNGRIA); CSI(CHIPRE); Parceria de Cidadãos Activos (GRÉCIA); Multicultural (ÁUSTRIA); Techsoup (POLÔNIA); CAPRI (FRANÇA); PATRIR (ROMÉNIA) e BONS (FRANÇA).

Visite o site do Projeto

Requisitos

Nenhum

Certificação

O curso é composto por 5 módulos. Em cada módulo tem uma breve avaliação no final. Se você obtiver mais de 50 (em 100), receberá um certificado ao final do curso.

Taxas

O certificado e o curso são isentos de qualquer taxa.

  • 1
  • 2